sábado, 2 de fevereiro de 2008

A ilha

Foto de Rodislav Driben

Um veleiro deitara-se ao mar
Numa onda de desejo
Em busca de uma ilha
Envolta em névoa e tabu
A lua estava branca e vaidosa
Olhando-se nua nas águas do mar
O teu rosto como um templo
De olhos deitados a oriente
Para além do desvendar do olhar
Tonto de poesia
Nos teus olhos junto amarelo e azul
E fica o verde do mar
Neles correm fogos fátuos
Brilhantes, carentes, por vezes maus
As palavras são tingidas de cor
Feitas luar e fantasia
Pinceladas de paixão
Em busca de uma ilha
Envolta em névoa e tabu

Este poema é da Joana Miranda. Conheci a Joana há uns anos atrás e sempre nos demos bem. Passados uns tempos tive a grata surpresa de ser convidada para o lançamento do seu primeiro livro "A outra metade da laranja". Um belo livro que já li e reli. Depois desse já sairam mais, sendo que o último é "A mulher de mármore". Conhecia a Joana romancista, hoje apresento-vos a Joana poeta.
Acreditem, vale a pena conhecer os livros e a Joana. Visitem o website dela em http://www.210367902.artelecom.pt/

6 comentários:

  1. E a Joana Poeta é fantástica. O poema é realmente lindo. Vou conhecer o site dela de seguida.
    Obrigada por mais uma excelente dica e uma excelente escolha.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Olá,

    Vou visitar a website da Joana.
    Mas primeiro quero felicitar-te pela escolha deste bonito poema!
    Um olhar tonto de poesia...

    Gostei!

    Um beijinho para a Joana.
    Mil beijinhos para ti!

    Manuela

    ResponderEliminar
  3. Conheço a Joana. Gostei de reler este poema aqui.
    Tens-nos trazido momentos de leitura magníficos. Quando não são teus, são de excelentes escritores.

    Por tudo isto e pela tua amizade.

    Obrigada!

    Bj

    ResponderEliminar
  4. Encontro aqui palavras boas de se ler. E mais uma vez parabéns a amizade que possibilita que desfrutemos desse escrito.

    Pérolas incandescentes de inspiração.

    Eärwen

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Adorei o poema da Joana...

    Parabens pelo excelente momento e por ter tido oportunidade de conhecer a Joana.

    ResponderEliminar

Por falta de tempo nem sempre poderei retribuir a sua visita ao meu espaço, mas agradeço-a desde já.