terça-feira, 15 de abril de 2008

Amigo Aprendiz

Foto de Thaid Chaidar

Quero ser teu amigo,
Nem demais e nem de menos...
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te como próximo, sem medida...
E ficar sempre em tua vida
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade,
Sem jamais te sufocar,
Sem forçar a tua vontade.
Sem falar quando for a hora de calar.
E sem calar quando for a hora de falar.
Nem ausente nem presente por demais...
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso:
É tão difícil aprender...
Por isso, eu te peço paciência.
Vou encher este teu rosto
De alegrias, lembranças...
Dê-me tempo
De acertar nossas distâncias!

Poema de Fernando Pessoa que dedico aos meus amigos

8 comentários:

  1. Belo poema e só tenho de agradecer a homenagem

    Beijos
    Luis

    ResponderEliminar
  2. Curiosamente, foi um poema que dediquei a alguns amigos em 2006...

    É sempre lindo!

    Beijinhos***
    Nela

    ResponderEliminar
  3. Verdade tão bela que tu escreveste!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Lindo este poema de Pessoa. Parabens pela escolha.

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Vim ver-te, tinha saudades, olhei tudo e vi esta postagem e resolvi deixar meu carinho nela. A "arte" de ser Amigo é sempre um eterno aprendizado, normalmente feliz, pois temos no outro o carinho pela nossa dedicação em "tentar" aprender os seus gostos, seu jeito...
    Pessoa muito bem descreve esta doce arte de aprender a ser Amigo.
    Parabéns pela escolha.

    Pérolas incandescentes de doces momentos de aprendiz.

    Eärwen

    ResponderEliminar
  6. onde está este poema atribuído a Fernando Pessoa? É dele,é de algum heterónimo ou é de alguém que também se chama Fernando Pessoa?
    Parece-me tão pouco... pessoano e não o encontrado listado em parte alguma.
    Quem pode elucidar- me?

    ResponderEliminar

Por falta de tempo nem sempre poderei retribuir a sua visita ao meu espaço, mas agradeço-a desde já.